ANJOS DE PLANTÃO

Autor: Beto Rocha 

7:40 da manhã.

Sou Verônica…

Estou saindo do hospital, indo pra casa. Terminando um plantão  de 48 horas; é necessário trabalhar  assim, porque as prestações do nosso apartamento estão  atrasadas, financiamos um carro e estou tentando engravidar, inclusive agora tô indo pegar minha ultrassom. Cansada, mas feliz, de ter ajudado a salvar algumas pessoas, pois essa noite foi triste, por ter morrido muita gente.

8:35 da manhã.

Pela manhã caminhando nas ruas, passei no meu médico para pegar meu exame. Desconfiava que estava grávida, mas precisava ter certeza, por esse motivo não falei nada para o Marcelo, meu esposo, quero fazer uma surpresa. Depois de tanta tristeza, proporcionar uma alegria, ele ainda está arrasado pela perda da sua mãe, que morreu por covid-19. Marcelo também é enfermeiro em outro hospital, há dias que não o vejo, nossas vidas tá uma loucura nesse momento.

9:00 horas da manhã.

Ansiosa pra ver o resultado dos exames, saio andando pelas ruas da cidade. Um trânsito  louco, ônibus demorando, depois de um plantão complicado. Nesse vai e vem ninguém percebia minha pressa de chegar em casa, estava com dois dias que não falava com Marcelo, nesse plantão houveram 824 óbitos, mas no fundo dos meus olhos,  existia uma alegria, que naquele momento era invisível às outras pessoas.

9:35 horas da manhã.

Quando saí da clínica, minha alegria era tanta, mas ninguém podia ver no meu rosto, por eu estar de máscara. Olho as pessoas caminhando nas calçadas, sem proteção, eu falei, meu Deus, estão brincando com a vida, deles e dos outros!!! 

Mesmo assim, sentia-me feliz, pelo resultado positivo. Exatamente nesse dia, estava fazendo 2 meses, que ele tinha perdido sua mãe, então seria uma boa notícia, dizer que eu estava grávida e assim escolher o nome; se fosse mulher se chamaria Maria, assim como sua mãe. Foi uma promessa feito à ela. 

10:40horas damanhã.

Ainda a caminho de casa.

Agora sabendo do resultado da ultrassom, feito a alguns dias atrás, escondida dele. A ansiedade era grande, a dor  da saudade, não cabia dentro do peito. Enfim…Eu ia rever minha família.

Quando chego na rua de casa, logo percebo que tem algumas pessoas da família  na calçada, em frente ao prédio, todos em pânico, usando máscara; meu semblante muda rapidamente, meu corpo fica imóvel, então disseram sem retrucar:

10:45 horas da manhã.

Verônica…

O Marcelo passou mal cedo da noite; ligamos, mas o seu celular só dava na caixa de mensagens, não tinha como avisar, é tudo muito longe. O SAMU o levou para o hospital; sentimos muito por você minha amiga. Eu chorando copiosamente desabafei: Meu Deus!!! Se for covid-19, mesmo me cuidando, devo estar também contaminada. Tomei um banho rapidamente e voltei ao hospital. Chegando lá, o corpo do meu esposo estava em um caminhão frigorífico, com vários corpos, por falta de caixão. 

01:35 horas da tarde.

Fico atordoada, a delirar, porque estava com sono e muito cansada naquele dia. Achando que tava sonhando, saí pela rua chorando, desesperada. Um carro buzina e freia na minha frente, quase me matando; naquele momento, desejei que isso acontecesse, eu já estou condenada mesmo, para mim, não faz diferença naquele instante fatal, despertei… Infelizmente, era tudo real.

6 dias depois.

São 9:00 horas da noite.

Aconteceu tudo muito rápido…

Depois de alguns dias, senti os sintomas, fiquei internada, lutei contra o corona, deitada em um leito,  não consigo respirar direito… Eu já agonizando, minha vida está no fim; adeus minha filha, vamos conhecer seu pai, ele está lá no céu. Segurando minha barriga eu morri, em seguida o feto não resiste e morre também.

Agora são 12 horas da noite.

Alguns instantes depois vejo meu corpo pálido naquela cama, ao redor dela, dois enfermeiros, tristes e chorando.

Foi assim que aconteceu…

Hoje eu parti, fui bruscamente levada, sem adeus, nem despedidas; friamente parou meu coração, mais um corpo é jogado dentro de um caminhão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: